Fidelimax: Inteligência Artificial no Varejo

março 16, 2018 - 8 minutes read

Antes de escrever sobre Inteligência Artificial para pequenas e médias empresas com foco especial no varejo pensamos no público que costumam nos acompanhar aqui no Blog da Fidelimax. Geralmente quem lê nossas matérias são empreendedores que não possuem conhecimentos técnicos e que querem cuidar dos seus clientes, aumentar as vendas e/ou automatizar o marketing; Neste artigo tivemos um pequeno desafio para isso acontecer: Como falar de um tema tão inovador sem entrar nos detalhes técnicos de como as coisas são feitas?

Bom esse é um artigo sobre Inteligência Artificial (IA), escrito por quem está cuidando da iniciativa de implementar a IA para empresas que não sabem o que é IA, não querem aprender nada sobre o tema mas querem e precisam se beneficiar da inovação tecnológica.

A Inteligência Artificial é a nova Eletricidade e, nem sempre percebemos, mas a IA já faz parte do nosso dia a dia.

Você provavelmente utiliza o Waze no seu celular para encontrar o melhor caminho para chegar ao trabalho, a rede social que você utiliza como o Facebook, Instagram, Snapchat, etc. reconhece seus amigos nas fotos, aquele seu site predileto de compras sugere produtos que você pode gostar baseado no histórico. Estes são exemplos de usos da Inteligência Artificial, em diferentes cenários.

Agora imagine se todas as empresas de pequeno e médio porte tivessem acesso a recursos de inteligência artificial de maneira fácil, barata e simples para aumentar as vendas? É isso que queremos aqui na Fidelimax, fornecer IA para todos, por um custo realmente acessível.

Sabemos que a fidelização de clientes apoia na nas estratégias para automatizar o marketing de relacionamento, criar um programa de pontos e aumentar as vendas, mas e se conseguirmos dar a previsibilidade de quem irá no seu estabelecimento amanhã? Imagine quantos insights você terá se tiver alguma noção do futuro?

Antes de tudo, vamos simplificar os conceitos:

Inteligência Artificial: Habilidade da máquina em entender, aprender e aprimorar o que foi aprendido e replicar o conhecimento. Capacidade de entender os dados, transformar informações em conhecimento, sem interação humana.

Machine Learning: A máquina está preparada para alcançar a inteligência. Ainda precisa de forte interação humana para aprender e é uma das muitas técnicas do conceito de Inteligência Artificial. É com o uso do Machine Learning que estamos criando nossos modelos preditivos com o objetivo de aumentar as vendas no varejo, reduzir custos operacionais e preparar o empreendedor para o futuro.

Deep Learning: É um método que procura funcionar em um modelo similar ao cérebro humano, são executados vários processamentos paralelos a partir de uma base de treinamento que pode ser supervisionada ou não por um humano.

O mundo está produzindo cada vez mais dados.

Quando o seu cliente seu participa do programa de fidelidade ele gera uma infinidade de dados que podem ser utilizadas como variáveis preditivas, isto é, um conjunto de padrões que quando combinados indicam quem será os clientes que irão comprar, quando eles irão no estabelecimento e etc. Não é mágica: É tecnologia e estatística.

Todos os dados que seu cliente te fornece no momento do cadastro como nome, sexo, idade, email e etc. junto com o seu comportamento / perfil de consumo são informações valiosas para a geração de um big data exclusivo do seu negócio, veja só um exemplo:

Mulher, participante do programa de fidelidade há 160 dias; idade entre 25-30 anos; consulta seus pontos entre 2 a 3 vezes no mês pelo celular; indicou 5 amigos nos últimos 30 dias; costuma receber pontos (fazer compras) a cada 10 dias; é impactada por 2 campanhas de e-mail marketing por mês e abre os e-mails e lê no período da noite; resgatou 5 prêmios com intervalo de 35 dias e tem aumentado a frequência de compra (recorrência) nos últimos dias: Nós juntamos todos esses dados para gerar um padrão, esse padrão nós chamamos de modelo preditivo.

O desafio então é pegar todos os dados que seu programa gerou com seus milhares de clientes e então aplicar o padrão, para gerar valor para o negócio. O volume, variedade e velocidade que os novos dados são ingressados no seu programa faz com que o desafio de implementar Inteligência Artificial seja algo relativamente complicado e que normalmente apenas as grandes empresas tem orçamento e equipe para cuidar do tema e por isso a Fidelimax está trabalhando com alguns clientes para implementar a Inteligência Artificial no varejo.

Além dos dados estruturado mencionados acima, gerados essencialmente no seu programa de fidelidade, há outros dados não estruturados disponíveis dos seus clientes, como as informações das redes sociais que eles pertencem, rastros que eles deixam na Internet e etc. Um estudo de Dezembro de 2016 da MIS Quartely Executive estima-se que 80% dos dados atuais das empresas são do tipo não estruturados; nosso desafio é juntar os dados não estruturados dos seus consumidores com os dados estruturados para obter ainda mais informações para o padrão de consumo e ajudar o “modelo preditivo” a dizer quem são os clientes que irão comprar no futuro.

Hoje os algoritmos de Inteligência Artificial, Machine Learning e Deep Learning permitem utilizar uma maior quantidade e variedade de dados, atualizados a uma alta velocidade para responder perguntas simples como: Quem serão os clientes que irão consumir amanhã? Quanto eu venderei esse mês? Quem são os meus melhores clientes?

Fidelimax é citada no estudo da StartSe a serem acompanhadas por conta Inteligência Artificial

Por falar em Inteligência Artificial a StartSe, o melhor integrador
e o maior agente econômico do ecossistema brasileiro de startups, compilou uma lista de startups a serem observadas no ano de 2018 e a Fidelimax está lá, na parte Inteligência Artificial.

Se você quiser ver o guia (ebook) com as maiores tendências para se observar ao longo do ano e quais as apostas dos maiores especialistas do mercado clique aqui é baixe, é grátis.

Quer saber mais sore IA? Quer implementar no seu negócio? Entre em contato conosco e vamos conversar.